A A A

Notícias


Internações cardiovasculares por urgência passam dos 80%



A média da taxa de mortalidade é quatro vezes maior quando a internação é urgente em comparação aos procedimentos eletivos (programados com antecedência). Os números serão apresentados no Congresso da Sociedade Brasileira de Cardiologia e discutidos com mais de 50 especialistas estrangeiros que estarão no Brasil para participar do evento

As internações em regime de urgência no Brasil para tratar doenças cardiovasculares - DCV representaram, em média, 81,88% das entradas nos hospitais públicos, em 2016, segundo levantamento da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Os números serão apresentados para mais de 50 convidados internacionais e revelam que as internações masculinas tem uma porcentagem de urgência maior do que as das mulheres: 84,42% contra 79,24%.



O levantamento mostra grande oscilação entre as regiões do país, em relação à urgência nos atendimentos cardiovasculares. O Centro-Oeste tem o maior índice de internações em regime de urgência, em comparação com as eletivas: 87,41%. A região Sul vem em segundo lugar com 84,24%, seguida pela Norte com 82,89% e Nordeste com 82,65%. A menor porcentagem foi registrada no Sudeste com 79,40%.



Os dados também revelam que, conforme a população envelhece, os índices de internações por urgência crescem. "O que é bastante preocupante já que o Brasil enfrenta sérios problemas no atendimento público de saúde e com o envelhecimento da população haverá, em breve, um colapso do sistema se não forem feitos investimentos no atendimento e na prevenção", defende o presidente da SBC, Marcus Bolívar Malachias. Para o cardiologista a prevenção, além de propiciar uma melhor qualidade de vida para as pessoas, permite o aumento da expectativa de vida e menores custos para o sistema público e também o privado de saúde. "A prevenção pode possibilitar uma ampliação nas internações eletivas que possuem taxas de mortalidades muito menores", lembra. A taxa de mortalidade das internações por urgência é quatro vezes maior do que as taxas de mortalidade por internações eletivas.



No SBC 2017 - Congresso Brasileiro de Cardiologia, os especialistas brasileiros irão discutir com os mais de 50 conferencistas internacionais dos Estados Unidos, Europa, América Latina e Oriente Médio caminhos para ampliar a prevenção e impactar nos índices das doenças cardiovasculares.


SERVIÇO
72° Congresso Brasileiro de Cardiologia
Data: de 3 a 5 de novembro
Local: Expo São Paulo
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 - Água Funda - SP
site: http://cardio2017.com.br/

Voltar 

Mapa do Portal

Conheça a SBC

Associados

Serviços

Produtos

Eventos

Seções

Desenvolvido pela Diretoria de Tecnologia da SBC - Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 | Sociedade Brasileira de Cardiologia | tecnologia@cardiol.br
Última atualização: 22/10/2018